Imprimir Compartilhar Enviar por e-mail

Delegacia não é presídio: Delegacia de Careiro-castanho sofre invasão e resgate de preso

Delegacia não é presídio: Delegacia de Careiro-castanho sofre invasão e resgate de preso

A situação critica por que passam várias delegacias do interior do Amazonas se agrava a cada dia, principalmente quando além da falta de equipamentos apropriados, instalações prediais em condições, pessoal em numero insuficiente e quase nenhum veículo, se colocam presos de justiça e alguns até intitulados como membros de facções criminosas lotando as celas e colocando em risco iminente os Policiais ali lotados, qual é o exemplo do ocorrido na madrugada de hoje (20/06) na delegacia do Careiro-castanho, quando as 4:00 um grupo de pelo menos nove elementos invadiram a delegacia e renderam a única Policial das autoridades para a falta de cuidados Civil de serviço e  guarda municipal que auxiliava no serviço, obrigando os mesmos a abrir as celas e resgataram um assaltante de banco LUCAS DE SOUZA NUNES – ASSALTANTE DE BANCO e JOSÉ  DA SILVA MANUARES.- HOMICIDA,   que ali estavam presos, e, trancando em seguida a Policial e o guarda municipal, levando uma arma e outros pertences das vitimas. Razão pela qual, o SINPOL-AM informa e pede apoio à imprensa a fim de chamar mais uma vez a atenção ao que os policiais e a população vêm sofrendo.


Moacir Maia, Presidente do SINPOL-AM alerta para as providências. “Temos buscado soluções diariamente para os problemas de carceragem que tanto perturbam nosso trabalho, nosso dia-a-dia nas diversas delegacias do Estado, em especial as do interior que tem servido de presídio e colocado em risco alto, tanto os trabalhadores da segurança pública, quanto à população. Não ficaremos mais no aguarde de soluções empenhadas, vamos partir para a radicalização dos atos. Na semana passada já paralisamos os serviços e mobilizamos população e autoridades em Manacapuru e agora vamos partir para ações mais rígidas, visto que não temos recebido a devida e pedida atenção. Se não forem tomadas as DEVIDAS PROVIDENCIAS, vamos sim paralisar os serviços e dar conhecimento a sociedade dos descasos com a situação de presos que deveriam estar nos presídios ao invés de pais que por algum motivo não pagaram pensão alimentícia.” Salientou Maia.


Delegacias do interior estão superlotadas de presos condenados e provisórios vivendo em condição insalubre e desumana. A situação tem incomodado juízes, promotores e defensores públicos que estão tentando achar uma saída com medidas e intervenção das unidades policiais. Eles também recorrem ao poder judiciário com ação civil públicas para pelo menos amenizar o problema que é considerado o principal da segurança pública no interior.


Dos 62 municípios, em apenas nove tem presídio, nos demais pelo menos 1.200 estão presos em delegacia com a superlotação, a deficiência de estrutura nos prédios e a falta de pessoal que são apontadas como os principais problemas. “Delegacia não é lugar de criminosos ficarem presos e nem é atribuição de Delegado, Investigador ou Escrivão cuidar de detentos”. Disse em certa ocasião o secretário de Segurança Pública do Estado (SSP-AM), Sérgio Fontes.


A situação da delegacia do município de Careiro-castanho e Careiro da Várzea vêm sendo alvo de cobranças do SINPOL-AM junto aos órgãos responsáveis pela segurança pública. Lembramos ainda que nossas delegacias não têm condições estruturais e de pessoal para abrigar presos.


Tememos pela insegurança a que são expostos os trabalhadores da “SEGURANÇA”, por isso alertamos as autoridades que se daqui por diante as devidas providencias, tantas e exaustivas vezes por nós solicitadas não forem tomadas, partiremos para a atitude radical, considerando que nossas vidas valem muito mais para nós e para as nossas famílias e pessoas de bem da sociedade que as de elementos infratores. Já dissemos e repetimos: NÃO SOMOS AGENTES PENITENCIÁRIOS. Se o Governo determina encarceramento, que este garanta suas condições de funcionamento e manutenção em local apropriado.


O SINPOL vem atuando de forma intensa e incansável na defesa da categoria e vai continuar na luta por melhores condições de trabalho e vida para os companheiros da capital e do interior.

 

 

 

Presidente do SINPOL-AM:  Moacir Maia.


Assessor de Comunicação: Jornalista Silvio Rodrigues. MTE-AM 416

Comentários »


Enviar comentário




Lida 1009 vezes