Imprimir Compartilhar Enviar por e-mail

Diretores do SINPOL-AM visitam TJ-AM em busca de soluções para os problemas das delegacias do interior.

Diretores do SINPOL-AM visitam TJ-AM em busca de soluções para os problemas das delegacias do interior.

 Na manhã desta terça-feira, dia 27, a presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargadora Graça Figueiredo recebeu a visita, em seu gabinete, dos representantes do Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Estado do Amazonas (Sinpol-AM), que debateram as condições de trabalho dos policiais civis em delegacias do interior do Estado.

 

Segundo Moacir Maia de Freitas, presidente do Sinpol-AM, a preocupação é com relação a situação dos presos de alta periculosidade. "Temos um problema grave de colegas que estão deixando de fazer suas atribuições e assumindo a responsabilidade de carcereiro. Com isso, ficam vulneráveis a presos mais perigosos. Isso sem falar do quadro de efetivos que no interior é menor do que o normal, dificultando o devido andamento dos trabalhos", disse, pedindo que os processos que envolvessem esses presos tenham celeridade.

 

A presidente se comprometeu a tentar ajudar a resolver o caso. "É muito importante manter a segurança e a justiça juntos. Vou conversar com o desembargador Sabino Marques, presidente do Grupo de Monitoramento Carcerário do Tribunal de Justiça do Amazonas, que tomará as medidas cabíveis para amenizar essa situação", afirmou.

 

O vice-presidente do sindicato, Odirlei Araújo enfatizou essa necessidade de agilizar o processo, devido ao risco de vida e agradeceu o interesse da presidente. "Agradecemos a parceria e acredito que será uma ação exitosa", finalizou. Estiveram presentes, ainda, Leonardo Cardoso e Jaime Lopes, ambos da diretoria do Sinpol-AM.

 

 

 

Texto: Bruno Mazieri | TJAM

Foto: Raimundo Valentim | TJAM

 

 

Assessoria de Comunicação e Imprensa do Sinpol-Am

Administração - Unidos para Avançar

Presidente - Moacir Maia de Freitas

Diretor de Comunicação - Geraldo Filho

Assessores : Almir Cardoso e Silvio Caldas

 

Comentários »


Enviar comentário




Lida 689 vezes