Imprimir Compartilhar Enviar por e-mail

Diretoria do SINPOL-AM voltam ao TJ-AM para resolver situação de presos nas delegacias do interior

Diretoria do SINPOL-AM voltam ao TJ-AM para resolver situação de presos nas delegacias do interior

 

Os Diretores do SINPOL-AM Moacir Maia, Odirlei Araujo e Jaime Lopes, estiveram reunidos com o Desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas, Sabino marque para discutir e buscar soluções para o problema da carceragem nas delegacias de policia do interior do Estado, o que tem causado sérios desconfortos aos companheiros policiais lotados nos diversos municípios.

 

 

Em principio Moacir abordou o tema reiterando o pedido  de providencias para o fato de as delegacias estarem sendo transformadas em minipresidios superlotados, alegando os diversos fatores que causam incomodo e insegurança para quem trabalha nas delegacias do interior. Odirlei também questionou sobre a situação caótica por que passam as delegacias e as condições precárias de segurança e o desconforto no trabalho dos companheiros que convivem diariamente com o drama da incerteza com relação a sua segurança e de suas famílias por conta do trabalho que lhes é imposto e Jaime levantou a questão do momento atual e em particular a questão que envolve a delegacia do município de Autazes que no momento sofre uma ordem judicial descabida de sentido e razão. 

 

 

O Desembargador Sabino Marques, após ouvir as exposições dos lideres classistas, explicou as razões por que isso vem acontecendo e disse que o problema é antigo. ‘Há muitos anos convivemos com essa estranha realidade. Com mais de trinta anos de serviços na Justiça do Amazonas, não tive ainda a oportunidade de ver disposição política para resolver essa situação que a cada dia só piora e que sem querer ser pessimista, posso afirmar a vocês que ainda levarão alguns anos para que havendo investimentos a coisa seja resolvida. ’ Salientou Marques.

 

  

 O Vice-Presidente do SINPOL-AM Odirlei Araujo comentou o andamento da reunião. “ Há mais de uma ano nossa diretoria sugeriu ao Governo do Estado e a Secretaria de Segurança, a elaboração conjunta de um  projeto que viabilize a construção de presídios de pequeno porte com mão de obra e administração terceirizados nas principais calhas de rios e que também possam conjuntamente dar continuidade a busca de soluções, uma vez que ambas as instituições são interessadas no tema e principalmente na solução dos problemas apresentados que não se limitam a carceragem e superlotação”. Observou Araujo.

 

Para Moacir Maia, resolver a situação é questão urgente. “Estivemos visitando algumas delegacias do interior, principalmente na região metropolitana de Manaus e pudemos constatar a problemática de que nossos colegas se queixam. A superlotação e a presença de elementos de alta periculosidade tornam essas delegacias verdadeiras bombas-relógio e nossos companheiros constantes reféns da insegurança. Vamos continuar buscando soluções por todas as vias do dialogo possível e vamos levar o caso aos níveis superiores caso não tenhamos respostas, visto que há mais de um ano pedimos providencias e ate o momento o que temos são repetições de situações,  Explanou Maia.

 

   

Na ocasião, foi apresentado ao Desembargador Sabino Marques o documento constando as alegações e motivos da reclamação e busca de soluções, assim como o documento assinado pelo juiz de Direito da Comarca de Autazes, Glen Hudson que determina o cumprimento da Lei de Execuções Penais com relação ao tratamento que se deve dar aos presos como se os mesmos estivessem sob guarda de um sistema prisional e não de uma precária delegacia de interior, mais um dos muitos absurdos impostos aos Policiais Civis.

 

   

Diante do exposto o Desembargador Sabino Marques se comprometeu com os Diretores em marcar para a próxima semana uma reunião com o próprio, a Diretoria do SINPOL-AM, o Juiz de Autazes e o Secretario da SEAPE Pedro Florêncio para definirem a situação, inicialmente com o ajuste de transferência de alguns presos para Manaus e a possível elaboração do projeto dos presídios por calhas de rio.

 

  

O SINPOL vai continuar na luta por melhores condições de trabalho e vida para os companheiros da capital e do interior.

 

 

 

 

   

Administração: Unidos para Avançar

 

 

Presidente - Moacir Maia de Freitas

 

 

Vice-Presidente – Odirlei Araújo

 

 

Diretor de Comunicação - Geraldo Filho

 

Assessor – Silvio Rodrigues

Comentários »


Enviar comentário




Lida 656 vezes