Imprimir Compartilhar Enviar por e-mail

Eles arriscam suas vidas na defesa da sociedade. Parabéns Delegado Orlando Amaral e equipe. Mais uma grande ação

  Eles arriscam suas vidas na defesa da sociedade. Parabéns Delegado Orlando Amaral e equipe. Mais uma grande ação
 

 
  

Cinco assaltantes presos e um morto ao reagir à prisão e atirar nos policiais da Delegacia Especializada de Roubos Furtos e Defraudações
 
A quadrilha de assaltantes formada por Pâmela Cruz Assis, 18, Carlos Magno Griffith Pacheco, 26, Alan Ribeiro Falcão, 35, Vanderlan Damascena Rocha, 37, Cláudio Coimbra dos Santos, 31, foi presa em mais uma ação policial da Delegacia Especializada de Roubos, furtos e Defraudações (DERFD), comandada pelo Delegado Titular, Orlando Amaral.
 
 
O chefe do bando, Cleber Silva do Nascimento, 34, o ‘Babuíno’, reagiu a voz de prisão e morreu na troca de tiros com os policiais, ao ser surpreendido quando se preparava para praticar mais um assalto, desta vez contra uma residência situada na rua Amsterdã, Conjunto Campos Elíseos, bairro Planalto na Zona Centro Oeste de Manaus.
 
O assaltante ‘Babuíno’ ainda foi socorrido, mas morreu na sala de operações do Pronto Socorro 28 de Agosto, segundo informou o delegado Orlando Amaral, que autuou em flagrante todos os membros da quadrilha que vinha desencadeando uma onda de assaltos em residências e que já estava sendo investigada há vários dias, até que nesta segunda-feira à noite houve o desfecho, que acabou sendo fatal para um dos integrantes do bando.
 
 
Segundo ainda informação do delegado Orlando Amaral todos os integrantes da quadrilha já têm passagens pela Polícia, com exceção de Pâmela Cruz. Carlos é foragido de justiça do Estado do Pará e Cleber, morto na ação, era procurado pela polícia nas cidades de Belém e Santarém, e ainda era procurado em Macapá, no Amapá pelo mesmo crime.
 
Administração – Por um Sinpol Forte
Presidente – Moacir Maia de Freitas
Secretário Geral – Renato Bessa
Assessoria de Imprensa:
Almir Cardoso e Silvio Caldas
 
 

Comentários »


Enviar comentário




Lida 1256 vezes