Imprimir Compartilhar Enviar por e-mail

Nota de esclarecimento e repúdio – Raimundo Holanda - PORTAL

Nota de esclarecimento e repúdio – Raimundo Holanda - PORTAL

 O art. 6º do Código de valores diz que a conduta profissional do jornalista, o exercício de sua profissão é uma atividade de natureza social e com finalidade pública, subordinada, portanto, ao Código de Ética. Código este que é constantemente desrespeitado.


Considerando o que diz o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros e o fato infeliz de o senhor Raimundo Holanda fazer um desrespeitoso comentário em uma coluna em seu blog do Holanda sobre a categoria Polícia Civil do Estado do Amazonas sob o titulo: POLITICA EMPURRA POLICIAIS CIVIS PARA A GREVE NO AMAZONAS”. No citado comentário, o Jornalista ironiza a categoria e diz que estamos nos aproveitando dos holofotes da mídia nacional depois da chacina ocorrida entre presidiários. Destaca ainda num tom mais irônico que nossa proposta de greve é um “tapa na cara da sociedade” e tantos outros insultos, a isso repudiamos.


Não é raro você abrir um jornal ou ver na TV notícias tendenciosas, pejorativas, que visam beneficiar uma das partes ou mesmo mascarar a verdade dos fatos. Parece estarmos vivendo numa “redoma de vidro”, em que a ética do jornalista em si por vezes tem de ser deixada para trás, a fim de o jornalista não se ariscar a perder o emprego ou o “jabá” por medo de simplesmente não acatar a “ética” do veículo a que se trabalha. E é justamente nesta “ética” do veículo que se encontram os interesses escusos que geralmente caminham em sentido contrário ao Código de Ética que rege a conduta moral e legal do jornalista. “Só existem duas maneiras de fazer carreira em jornalismo”. “Construindo uma boa reputação ou destruindo uma”. (Tom Wolfe, jornalista e escritor).


O senhor Holanda não presta um bom serviço à comunicação social de nosso Estado, muito menos a nossa população. O senhor Holanda em nenhum momento levantou questão sobre o abandono em que se encontram as delegacias, sobre a falta de equipamentos e veículos para o trabalho das Polícias, em nenhum momento critica o sistema prisional falido há muito tempo e agora alvo de noticiários nacionais e internacionais, não tomou conhecimento (por não querer), que desde o mês de julho vimos tentando reverter essa ideia do Governador de não pagar o que deve, não se importa se nos foi retirado o ticket alimentação, não se importa com os colegas que tombam ou desaparecem em missão, nunca procurou saber se recebemos reposição das perdas inflacionárias, não sabe o quanto prejudicamos nossa saúde e nossa vida social, não se importa com o caos na saúde do Estado. Seu JABÁ é mais importante.


Esclarecemos à categoria, a imprensa e a sociedade que não estamos pegando carona em fatos recentes. Como acima dito, estamos desde o mês de julho tentando reverter o calote que o Governo nos promete. Antes de qualquer evento que trouxesse olhares negativos para o nosso Estado, já estávamos em campo lutando contra as injustiças que vimos sofrendo, e mais; jamais nos calaremos diante do anúncio infeliz do senhor Governador que ora busca defensores na “maninha marrom”, de que fará imediata indenização às famílias dos elementos mortos na rebelião de nada menos de R$ 90.000,00 (noventa mil Reais) por cada elemento morto e mais uma pensão de um salario mínimo para todos até que alcance o tempo em que cada um completaria 65 anos.


Somando somente as propostas de indenizações absurdas a quem deveria sim o Estado cobrar pelos prejuízos que tais elementos causaram à sociedade, o montante inicial seria de R$ 5,670.000,00 (cinco milhões, seiscentos e setenta mil Reais), enquanto o pagamento de nosso escalonamento que nada mais é do que reposição de perdas salariais, reconhecida e transformada em Lei, custaria pouco mais de R$ 3.000.000,00 (três milhões de Reais).


Por isso repudiamos a atitude infeliz e malfadada do senhor Holanda que em suas palavras demonstra total desrespeito por esta categoria que tanto contribuiu para o nascimento e crescimento de seu blog policialesco e sensacionalista (espreme que sai sangue). Seja justo, seja pelo menos ético e ouça os dois lados da questão senhor “Jornalista”.

 

 

 



Manaus, 07 de janeiro de 2017

 

 

 

 

 

A Diretoria 

Comentários »


Enviar comentário




Lida 893 vezes