Imprimir Compartilhar Enviar por e-mail

O SINPOL parabeniza e a sociedade agradece. PC-AM sempre presente

O SINPOL parabeniza e a sociedade agradece.  PC-AM sempre presente

 Um grupo formado por pelo menos sete presidiários do semi-aberto invadiu, na madrugada deste domingo (19), o Colégio Preciosíssimo Sangue, onde também funciona um convento e uma casa de repouso para freiras idosas, e tentar roubar cerca de R$ 15 mil.

 

Durante a fuga, os suspeitos foram surpreendidos por policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD). Houve tiroteio e durante o confronto, três suspeitos foram baleados, sendo que dois não resistiram e morreram no Pronto-Socorro 28 de Agosto. Os outros quatros estão presos na DERF e dois seguem foragidos. As informações são do delegado Orlando Amaral.

 

Os dois mortos foram identificados pela Polícia Civil como sendo Valmir da Costa, 20 e Erivelton Rodrigues Nunes, 20. O outro suspeito, que segue internado, é o presidiário do sistema semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) Leonardo Silva dos Santos, 28, que já cumpre pena por roubo, segundo informou a mulher dele, a aposentada Gleiciane Luzia Silva, 43. ‘Eu falei com ele e a única coisa que me disse foi que havia errado de novo’, comentou.

 

De acordo com o caseiro do colégio, José Sousa Ribeiro, 31, há a suspeita de que o grupo tenha entrado na unidade depois de terem escalado o muro com auxílio de cordas. Cerca de 30 pessoas, entre as freiras, cuidadores e demais funcionários foram mantidos como reféns, mas nenhum se machucou.

 

Os suspeitos, segundo o caseiro, vasculharam os locais onde desconfiavam que as irmãs e a direção do colégio guardavam o dinheiro. Ao todo, segundo a DERF, o grupo tentou fugir com cerca de R$ 15 mil. No entanto, durante a fuga, acabaram sendo surpreendidos, enquanto tentavam fugir em um veículo Grand Siena, de cor prata, e placas não identificada. O carro também era roubado. Foram apreendidos também quatro revolveres calibre 38 em poder dos criminosos.

 

A operação para capturar os presos iniciou por volta das 4h e foi concluída por volta das 7h. Dos sete identificados, dois deles, Erivelton e Valmir morreram. Leonardo segue internado. Já os demais, com os quais foram encontradas quatro armas, foram encaminhados para a DERF, onde seguem prestando depoimento. Os que seguem foragidos conseguiram roubar parte do dinheiro.

 

Os integrantes da quadrilha também são suspeitos de envolvimento nos roubos as residências do proprietário da Casa o Eletricista, do empresário Djalma Castelo Branco e do Vereador Luis Alberto Carijó dentre outros crimes.

 

De acordo com o delegado Orlando Amaral, até o momento, a polícia identificou a participação dos suspeitos em sete roubos, entre eles, no Jardim Europa e no condomínio Paraíso das Flores.

 

A maior quadrilha de assaltos a residências foi desarticulada. Parabéns companheiros da Policia Civil, o SINPOL presta homenagens a esses valorosos defensores da sociedade, esta que reconhece e agradece.

 

 

Administração – Por um Sinpol Forte

Presidente – Moacir Maia de Freitas

Secretário Geral – Renato Bessa

Assessoria de Comunicação e Imprensa:

Almir Cardoso e Silvio Caldas

 

 

 

Comentários »


Enviar comentário




Lida 727 vezes