Imprimir Compartilhar Enviar por e-mail

Serviços de Psicologia serão oferecidos aos associados do SINPOL-AM

Serviços de Psicologia serão oferecidos aos associados do SINPOL-AM

 A situação de trabalho estressante a que são diariamente expostos os profissionais da Policia Civil do Amazonas a muito vem despertando interesses e discussões no âmbito da diretoria do SINPOL-AM e a disposição em buscar meios para oferecer aos seus associados um convenio com profissional de Psicologia para atender a demanda reprimida e a necessidade de atendimento e acompanhamento a fim de melhorar a qualidade de vida desses profissionais em seu ambiente profissional, familiar e social.

 

O trabalho e a profissão têm um caráter positivo para a realização dos sujeitos, pois o ser humano, por meio de suas atividades, transforma e cria coisas, e ao fazê-lo, transforma-se e se recria. O adoecimento físico e mental de Policiais Civis do Estado do Amazonas, segundo condições de trabalho e atividades profissionais é um tema recorrente e que desperta debates diários sobre a questão que nos acomete a praticamente todos. Constatamos por exemplo sobrepeso e obesidade em especial entre os homens pela precária freqüência de atividades físicas voltadas para o lazer e a prevenção de doenças laborais, assim como o elevado numero de pessoas que apresentam sintomas de estresse e adoecimentos por conta disso na Polícia Civil. 

 

A síndrome de burnout por exemplo ‘e um dos fatores a serem tratados pela profissional Psicóloga que estará prestando atendimento aos associados.  A síndrome de burnout, ou síndrome do esgotamento profissional, é um distúrbio psíquico descrito em 1974 por Freudenberger, um médico americano. O transtorno está registrado no Grupo V da CID-10 (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde)

.

Sua principal característica é o estado de tensão emocional e estresse crônico provocado por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes. A síndrome se manifesta especialmente em pessoas cuja profissão exige envolvimento interpessoal direto e intenso.

 

Profissionais das áreas de educação, saúde, assistência social, recursos humanos, agentes penitenciários, bombeiros, policiais e mulheres que enfrentam dupla jornada correm risco maior de desenvolver o transtorno.

 

Sintomas

O sintoma típico da síndrome de burnout é a sensação de esgotamento físico e emocional que se reflete em atitudes negativas, como ausências no trabalho, agressividade, isolamento, mudanças bruscas de humor, irritabilidade, dificuldade de concentração, lapsos de memória, ansiedade, depressão, pessimismo, baixa autoestima.

 

Dor de cabeça, enxaqueca, cansaço, sudorese, palpitação, pressão alta, dores musculares, insônia, crises de asma, distúrbios gastrintestinais são manifestações físicas que podem estar associadas à síndrome.

 

Diagnóstico

O diagnóstico leva em conta o levantamento da história do paciente e seu envolvimento e realização pessoal no trabalho.

 

Respostas psicométricas a questionário baseado na Escala Likert também ajudam a estabelecer o diagnóstico.

 

Tratamento

O tratamento inclui o uso de antidepressivos e psicoterapia. Atividade física regular e exercícios de relaxamento também ajudam a controlar os sintomas.

Recomendações

 

* Não use a falta de tempo como desculpa para não praticar exercícios físicos e não desfrutar momentos de descontração e lazer. Mudanças no estilo de vida podem ser a melhor forma de prevenir ou tratar a síndrome de burnout.

 

* Conscientize-se de que o consumo de álcool e de outras drogas para afastar as crises de ansiedade e depressão não é um bom remédio para resolver o problema;

 

* Avalie quanto as condições de trabalho estão interferindo em sua qualidade de vida e prejudicando sua saúde física e mental. Avalie também a possibilidade de propor nova dinâmica para as atividades diárias e objetivos profissionais.

 

A Psicóloga Alda Mendes estará atendendo neste sábado (05/03) entre 8:00 e 12:00 na sede do SINPOL-AM com triagem e avaliação gratuitas e possibilitando aos interessados posterior atendimento a custos reduzidos.

 

Mais informações podem ser obtidas diretamente com a Psicóloga Alda Mendes pelos fones 99149-3757 (whats app) e 98246-0017. Email – alda.dmendes@gmail.com ou com a secretaria do SINPOL-AM, fones: (92) 3633-3069/3611-4006.

 


Administração: Unidos para Avançar

Presidente - Moacir Maia de Freitas

Vice-Presidente – Odirlei Araújo

Diretor de Comunicação - Geraldo Filho

Assessor de Comunicação – Silvio Rodrigues

 

 

 

 

Comentários »


Enviar comentário




Lida 791 vezes