Imprimir Compartilhar Enviar por e-mail

Suspeita de crime do caso Cheik Clube tem pedido de revogação de prisão negado pelo TJ-AM

Suspeita de crime do caso Cheik Clube tem pedido de revogação de prisão negado pelo TJ-AM

  

O Advogado de Marcelaine Santos Schumann, 36, que está foragida nos Estados Unidos, teve o pedido negado de revogação de prisão pelo Superior Tribunal de Justiça na tarde desta terça-feira(30).


Esta é a terceira derrota sofrida pela suspeita desde que constituiu advogado para defendê-la no escandaloso caso “cheik club” e tentar livrá-la da prisão.


Se até o dia 5 de janeiro, data do retorno da suspeita para Manaus, a Justiça Federal não se pronunciar e nada mudar, a suspeita dificilmente escapa da cadeia.

 

Entenda o caso


Marcelaine Santos Schumann, 36, é suspeita de ser a mandante da tentativa de homicídio da estudante de Direito, Denise Silva, 34, que foi baleada no estacionamento de uma academia de ginástica no Centro de Manaus, em novembro deste ano.


A Polícia Civil informou que no documento de pedido de revogação que foi dada entrada no dia 11 dezembro, o Advogado da suspeita explica que Marcelaine está em viagem de férias nos EUA desde 8 de dezembro, com previsão de retorno para o dia 5 de janeiro de 2015.


O Advogado informou ainda que a suspeita soube por amigos que sua prisão foi decretada no mês passado pelo juiz Mauro Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri.


Marcelaine chegará em um vôo operado pela TAM com saída prevista às 6h15, de Miami (horário local) e chegada às 12h25 em Manaus, no dia 5 de janeiro.

 

 

Administração Por um SINPOL Forte

Presidente Moacir Maia

Assessoria de Comunicação e Imprensa

Almir Cardoso e Silvio Caldas

Comentários »


Enviar comentário




Lida 670 vezes